Ashwagandha – Equilíbrio para o seu organismo.

Cada vez mais as pessoas procuram manter o equilíbrio físico e mental. Esse equilíbrio, contribui para o bem estar e  melhora da  qualidade de vida. O sucesso com a saúde exige algumas ações, onde é preciso recuperar o esgotamento físico e mental. E o primeiro passo é  melhorarmos a vitalidade pensando no aumento da longevidade.

Ashwagandha pode ser utilizado numa variedade de condições músculo-esqueléticas, como por exemplo artrite e reumatismo. Também pode ser indicado como um tônico para aumento da energia com consequente melhora da saúde e aumento da longevidade. É indicado para atletas e idosos. É um potente antioxidante e anti-inflamatório. São diversos os mecanismos pelo qual agem Ashwagandha, visto a quantidade de constituintes químicos que possui.

Contém substancias que a define como tranquilizante e anticonvulsivante. Também por isso pode ser indicado para tratamento da nevralgia do trigêmeo.

Aumenta a capacidade cognitiva do cérebro, melhora a atenção. Também pode estimular a glândula tireoidal de maneira indireta através do sistema antioxidante. O extrato aumenta a atividade da catalase neutralizando radicais livres que podem causar dano s celulares. Resultados indicam que Ashwagandha pode ser útil no tratamento do hipotireoidismo.

Ashwagandha reduz a concentração plasmática de triglicerídeos LDL e aumenta a síntese

de HDL, reduzindo o desenvolvimento de aterosclerose. Também foi comprovado que reduz

a síntese de triglicerídeos.

Em um estudo com homens acima dos 50 anos, Ashwagandha mostrou aumentar os níveis de hemoglobina e eritrócitos. Desta forma também comprovou-se o aumento da concentração de melanina nos cabelos e redução dos níveis de colesterol no sangue. Além disso aumento da concentração de Cálcio nas unhas e melhora na performance sexual.

Benefícios:

  • Alcoolismo
  • Deficiência de atenção com hiperatividade
  • Situações psicotraumáticas crônicas
  • Epilepsia
  • Herpes Zoster
  • Insônia
  • Enxaqueca
  • Estresse

Para mais informações, consulte um de nossos farmacêuticos ou outro profissional da saúde.

Deixe uma resposta